Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
B
LUDUGERO 90 anos – O coronel comédia
27/08/2019 19:16 em Coluna do Cordel

LUDUGERO 90 anos – O coronel comédia

Autor: Ivaldo Batista

Mote: Ludugero coronel da alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Nesses versos aqui eu vou contar

A respeito de um sujeito brilhante

O mais importante comediante

Que o Brasil aprendeu a respeitar

Ele fez todo o povo gargalhar

Com o seu modo simples nos fez rir

Fez humor pra gente se divertir

Para vê-lo todo mundo corria.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Em 22 de setembro nasceu

Ano Mil novecentos e vinte e nove

Luiz Jacinto da Silva resolve

Com a graça que Deus lhe concedeu

Veio ao mundo, no agreste desceu

Diz a Caruaru: nasci aqui

Minha missão na terra é distrair

Seu humor até hoje contagia.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Lá na Joaquim Távora nasceu

Rua lá do bairro de São Francisco

Virou grande artista e gravou disco

E pra o mundo todo apareceu

Luiz Jacinto da Silva cresceu

E o mundo todo pode aplaudir

Alegria sabia produzir

Para vê-lo o povo se espremia.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Na casa de Jacinto houve união

Como toda família assim precisa

As irmãs foram Lenira e Luiza

Irmãos Luciano e Sebastião

O Jacinto firme na opinião

Determinação para prosseguir

Sabia bem onde queria ir

Toda Caruaru lhe aplaudia.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Esse ano a gente comemora

É de álamo o seu jubileu

São 90 anos e o nome seu

É lembrado por todos nessa hora

Seu torrão natal festejando agora

Lembrando da sua vida aqui

Como ele veio contribuir

E o legado que ele deixaria.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Aos dez anos ele foi escoteiro

Luiz Jacinto aprende a disciplina

Não sabia ainda sua sina

Qual o futuro desse cabra guerreiro

Brasileiro trabalhador ordeiro

Desde jovem ao trabalho tem que ir

Como escoteiro aprende a servir

E a vida toda nos serviria.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

No colégio Caruaru cursou

É o Diocesano atual

Lá concluiu o seu ginasial

Como manda a regra estudou

Assim para a vida se preparou

Todo homem precisa evoluir

Estudar faz o homem emergir

O conselho dos pais assim se ouvia.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Peregrinou tentando a profissão

Fez cela de cavalo com seu pai

Nessa busca Luiz jacinto sai

E vai trabalhar entregando pão

Tinha 12 anos na ocasião

Do trabalho ele não quis fugir

As mudanças foram pra garantir

Que ao destino certo chegaria.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Aos 16 anos foi pra o Correio

Trabalhou entregando telegrama

O destino lhe preparava a fama

Pra chegar lá arrumaria um meio

Seu trabalho é suporte é esteio

Logo ele terá que decidir

Seu trabalho nunca pode impedir

Sua chance logo aproveitaria.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Aos dezoito anos já foi morar

Em Recife e cursou telegrafia

De Taquigrafia ele sabia

No correio pode continuar

Então continuou a trabalhar

Permaneceu mais algum tempo ali

Depois como artista quis seguir

O destino surpresas lhe traria.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Apesar do trabalho começou

Na vida de artista investir

Do trabalho teve que desistir

Como artista ele continuou

O sucesso que ele alcançou

Pelas ondas do rádio pude ouvir

Seu fã clube viu cada vez subir

A TV depois o ajudaria.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

José Almeida muito o ajudou

Na Cultura uma chance ele roga

Ele pediu a Seu Luiz Queiroga

Só um teste e Jacinto aproveitou

Seu Queiroga ligeiro aprovou

E Jacinto viu o mundo se abrir

Radio que fez Caruaru curtir

O talento que o mundo aprovaria.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Ludugero era um personagem

Que por Luiz Queiroga foi criado

Era um coronel bem engraçado

Uma sátira de sua imagem

Ironizava a sua coragem

Era tanta resenha para rir

Na Radiola eu pude ouvir

Na minha Grundig eu repetia.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Luiz Queiroga apresentador

Escritor, Compositor, humorista

Inspirou-se vendo um motorista

Luiz publicitário e produtor

De Ludugero foi o criador

Observando alguém dirigir

No trajeto feito ao ir e vir

Caruaru-Recife todo dia.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

A Rádio Tamandaré o mostrou

A Rádio Clube mostrou esse artista

Coronel Ludugero um humorista

Um sucesso gigante alcançou

Maestro Nelson Ferreira ajudou

Precisou Onildo Almeida pedir

Caruaru viu Ludugero ir

O conceito do artista subia.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Ludugero usou um palavriado

Seu vocabulário em abundância

No dicionário impretulância

Reboculosa, entupigaitado

Arrejeitando e dispranaviado

Tantas expressões pudemos ouvir

Era impossível você não rir

De tantas coisas que ele dizia.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Era engraçado ver a plateia

Escutar Arubu e Xeleléu

Era divertido o coronel

Ludugero cantar a rede véia

Dos seus contos você não faz ideia

É preciso parar para ouvir

Nelson Lima adorava curtir

Um acervo esse fã criaria.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Bom foi ouvir Otrope na leitura

Da carta escrita por Felomena

Gozado era ela entrar em cena

Era humor e diversão tão pura

Era comédia boa e segura

A família podia assistir

Ludugero fazia o povo rir

Sem apelar para pornografia.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Ludugero garanto a vocês

Muito rápido virou sensação

A carreira estava em ascensão

Com sucesso nas rádios e tvs

Muitos shows gravações e LP`s

Com talento pode se garantir

Conseguiu um contrato na Tupy

Garantiu na TV o que queria.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Junior Seixas está certo quando diz

Ludugero foi o rei do humor

Humorista de extremo valor

Seu labor era nos fazer feliz

Quem o escutava pedia bis

Do seu show ninguém queria sair

Mas foi ele que teve que partir

A tragédia é ducha uma de água fria.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Em 14 de março faleceu

Ano Mil novecentos e setenta

Nesse ano a seleção arrebenta

Quando o Tri campeonato mereceu

Nesse ano o humor foi quem perdeu

A tragédia e a comédia por aqui

Rimam bem, mas não dar pra gente rir

Com o Tri Brasil se contentaria.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

O mundo todo pode comprovar

O Riso nasceu em Caruaru

Mas morreu lá nas terras do jambu

Lá na capital Belém do Pará

Dentro da baia de Guajará

O humor teve lá o C´est fini

Sucumbiu lá nas terras do açaí

Tacacá sem kkk choraria.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

A Rádio Cultura noticiou

De Caruaru o grave acidente

E deixou comovida tanta gente

A cidade inteira toda parou

Quando o repórter anunciou

Tanta gente a Rádio pode ouvir

Nos semblantes a tristeza vi cair

À medida que a rádio transmitia.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Ele havia feito uma excursão

Ia fazer seus shows, se apresentar

Ele foi ao Estado do Pará

Vindo de um show lá no Maranhão

Era a última apresentação

Que faria nas terras do açaí

Depois dessa não planejava ir

Conforme ele própria assim dizia.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

O Trio Nordestino se expressou

Gravou “...É triste, mas eu vou contar...”

A tragédia ocorrida em Guajará

Revelando como o povo ficou

Nessa canção o Trio registrou

O dia mais triste que já vivi

Quem matou o povo de tanto rir

Uma morte cruel o ceifaria.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Foram duas semanas de procura

A família toda impaciente

Os fãs inconsoláveis falam oxente!

Essa dor da tristeza não tem cura

Deus levou pra si essa criatura

A tristeza se aninhou aqui

Isso é hora pra gente refletir

O Nordeste virou melancolia.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Depois que o seu corpo foi achado

Acabou a angústia da espera

Triste morte, quimera besta fera

Ao Recife o corpo foi transportado

E de lá pra Caruaru levado

Quando o cortejo pode então seguir

Seu prestígio pudemos conferir

Ao passar nas cidades a gente via.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

A Caruaruense forneceu

Ônibus pra transportar essa gente

Solidariedade tão somente

Ao grande artista que pereceu

Nossa gente viu e reconheceu

A nação toda pode refletir

Tanto sentimento pode exprimir

A quem estava triste nesse dia.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

No Dom Bosco estão seus restos mortais

Graças dou ao poder municipal

Que acolheu o seu filho natural

Que levou Caruaru aos jornais

Figurou nas manchetes nacionais

Pena que cedo teve que partir

Mas seu nome pra sempre há de existir

A princesa do agreste lembraria.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

O acidente em Belém do Pará

Pôs fim a essa brilhante carreira

Trouxe luto para nação inteira

Vimos na baía de Guajará

A face do sorriso se acabar

As gargalhadas ali submergir

É difícil a gente traduzir

Não pensei que também eu choraria.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Luiz jacinto deixou 4 filhos

E a viúva Dagmar Vieira

Que penou na hora de fazer feira

E criar os filhos dentro dos trilhos

E lutando venceu os empecilhos

E a vida ela teve que seguir

Batalhando ela pode conseguir

Os direitos que a ela caberia.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Pra você escrevi esse cordel

A fim de resgatar uma lembrança

Coisas boas do tempo de criança

Das presepadas desse coronel

Que foi chamado cedo para o céu

Eu não sei por que teve que partir

Mas sei que todo mundo tem que ir

O motivo, só Deus responderia.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Luiz Jacinto da Silva viveu

Durante apenas quarenta anos

Mas é um dos grandes pernambucanos

Que a minha geração conheceu

Até hoje ninguém o esqueceu

Já tentaram imitar e repetir

Não conseguem lhe substituir

Ninguém faz graça como ele fazia.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Uma estátua em sua homenagem

Caruaru fez depois dele morto

Foi posta na Praça Coronel Porto

O Otrope também tem sua imagem

Os caruaruenses de bagagens

Os dois estão eternizados ali

Jamais eles precisarão sair

A cidade nunca permitiria.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Se Jacinto tivesse hoje vida

Todo o mundo estaria festejando

Ludugero estaria completando

90 anos de vida aguerrida

Só lembrando Caruaru querida

Não deixe esse nome sucumbir

Ele fez o Brasil inteiro rir

Seu humor nos serviu de terapia.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

Nesses versos pude te apresentar

Narrei um tempo de felicidade

O coronel nisso foi sumidade

Foi deveras um homem singular

Contei versos nos quais pude chorar

Me furtar disso não é traduzir

Todo trauma que no Brasil eu vi

Mas com fé o povo superaria.

Ludugero trouxe tanta alegria

Só lembrar dele começo a sorrir.

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!