Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
BOTAFOGO – A estrela vencedora
06/01/2021 14:31 em Coluna do Cordel

Autor: Ivaldo Batista

Visite a Coluna do Cordel - CLIQUE AQUI!

 

 

Sou poeta e escritor

Cordelista e Pedagogo

Sou do Nordeste feliz

Gosto de remo e de jogo 

Já vi torcedor feliz

Com esse cordel que fiz

Dizer que ateei fogo.

 

Falarei do Botafogo

Da estrela solitária

Dessa equipe carioca

Tradicional lendária

Dessas equipes seletas

Que mais emprestou atletas

Para a seleção canária. 

 

Essa equipe centenária

“O glorioso” “O fogão”

Que trouxe tanta alegria

Pra muitos dessa nação

É o time do General

Severiano imortal

Vem “BOTA” com emoção. 

 

Botafogo é tradição

Sua torcida aguerrida

A equipe no Brasil

De norte a sul é querida 

Eu garanto a vocês

Meu amigo “Das Mercês”

Faz parte dessa torcida.

 

O poeta aqui convida

Vamos nessa excursão

Para conhecer de perto

Essa agremiação

Relato aqui sua história

Para servir à memória

De nossa população.

 

Queria fazer menção

Sobre importante marco

Quando era só do remo

Nesse tema eu embarco

Pra lembrar uma história 

Início da trajetória

Nesse saber desembarco.

 

Lembro o memorável barco

Era embarcação “Diva”

Surgida em noventa e nove (1899)

Que tornou se lenda viva

Nas águas da Guanabara

Dessa história tão rara

Faço retrospectiva.

 

Essa equipe altiva 

Que tanto comemorou

Com Vinte e duas regatas

A “Diva” lá disputou 

A todas, ela venceu

Todo mundo percebeu

E “Diva” se consagrou. 

 

O mundo testemunhou

Foi uma consagração

Revelou que esse clube

De Regatas sensação

Já nessa modalidade

Revelava qualidade

Já nascia campeão. 

 

Sobre sua fundação

Testemunhou mar e o sol    

O nascer dessa estrela

Qual grandeza feito ALGOL 

Duas importantes datas

Uma pra o Clube Regatas

 E outra pra o futebol.

 

Faltando seis anos só

Pro ano Mil e Novecentos 

Dia primeiro de julho

Conforme levantamento

Pesquisei vendo as atas

Esse clube de Regatas

Teve o seu nascimento.

 

Dez anos desse evento

Outra data que marcou

Mil Novecentos e quatro

Quando o “Fogão” chegou

Dia 12 de agosto

O Futebol teve gosto

E o Rio comemorou.

 

Um ao outro se juntou

E houve uma fusão

Era oito de dezembro

Quando houve a união

No ano Quarenta e Dois (1942)

Glórias vieram depois

Pra o time do fogão.

 

A respeito da fusão

Por que então decidiram

O Futebol e Regatas

Esses dois clubes se uniram

Em um difícil momento

Um triste acontecimento

Assim eles reagiram. 

 

Os dois clubes decidiram

Após a morte de Armando

Albano um grande craque

Que era grande jogando

Numa partida morreu

Depois que ele faleceu

Acabaram se juntando.

 

Mais fortes foram ficando

Conquistando mais espaço

Nas quadras e nas piscinas

O time virou timaço

Entre agremiações

Havia opiniões

Este time é de aço.

 

Nós vimos cada golaço

Excelente formação

Jogadores preparados

E boa escalação

Um time surpreendente

Mostrou sempre ser valente

Jogava com coração.

 

Talvez por superstição

Eu não sei se é magia

Mas tua camisa sete

Já trouxe tanta alegria

Os gols marcados com ela

Quem sabe alguém revela

Essa tal sabedoria.

 

Lembro de toda euforia

Da emoção que se tinha

Com o TÚLIO MARAVILHA

E o nosso QUARENTINHA

E do Dodô eu nem falo

Mas lembro aqui o ZAGALLO

Jogador top de linha.

 

O plantel que o time tinha

Lembro aqui MAURO GALVÃO

E CARLOS ALBERTO TORRES 

AFONSINHO, que emoção

Botafogo de responsa

HELENO FREITAS, MENDONÇA

Que time de tradição.

 

Nesse time, seleção

Eu lembro aqui com carinho

De GERSON, DIDI, GARRINCHA

NILTON SANTOS e GENINHO

Todos nossos torcedores

Lembram desses jogadores

De MANGA e JAIRZINHO. 

 

Na torcida tem “BUCHINHO”

PAULO CORRÊIA e KALINA

Amigos de Aracaju

Sergipano é gente fina

No Conselho cultural

Torce ANTÔNIO AMARAL

CRISTIANE, sua “Mina”. 

 

Dos famosos tem REGINA

CAZÉ, apresentadora

FLAVIA ALESSANDRA, atriz

Tem cantor e tem cantora

Até a BETH CARVALHO

Que partiu, mas eu espalho

Era também torcedora.

 

A nação é sabedora

Quão extensa é a lista

Tem MARCELO ADNET

HÉLIO de Lá Peña, artista 

Entre outros maiorais

Tem VINÍCIUS DE MORAES

Poeta e pianista. 

 

Eu andei passando a vista

E vi nesta relação

Desde o grande DOMINGUINHOS

E GONZAGÃO do Baião 

Magal não está sozinho

Tem o ZECA PAGODINHO

Que encanta o povão. 

 

Outro de grande expressão

Talvez o mais fervoroso

É AGNALDO TIMÓTEO 

Um Alvinegro famoso

Que já bancou jogador

Expressa o seu amor

Defendendo o glorioso.

 

O Bota é time honroso

O FOGÃO, hoje atual

Seus craques, vamos listar

Pra delírio da geral

Botafogo majestoso

Dum passado glorioso

Um time atemporal.

 

Pra jogar com seu rival 

Temos RHUAN DA SILVEIRA

ROMILDO, DAVI MACHADO

KAYQUE LUIZ PEREIRA 

ÊNIO e JOEL CARLI

WESLEY e MATEUS BABI

E o GUILHERME OLIVEIRA.

 

Uma equipe de primeira

Com qualquer escalação

HELERSON e VICTOR HUGO

MARCELO DA CONCEIÇÃO

SAULO, KEISUKE e KALOU

CAVALIERI, diz tu

Qual a melhor formação. 

 

Vou escalar o fogão

Na partida que disputo

Diego kavaliere

Marcelo Benevenuto

Com Kevin, Warley e Kalou

Rafael Forter e Kanu

E Honda absoluto.

 

Caio Alexandre é astuto

Zé Welisson é volante

Tem Éber Bessa e Lucas

Pedro Raul atacante

Cícero e Victor Luís

E o torcedor feliz

Com o “Bota” sempre avante.

 

O Botafogo mandante

É de Herói a conduta

Contra seu adversário

O mascote também luta

O Bota não está sozinho

Tem Biriba e Manequinho

Pato Donald e Biruta. 

 

Assim é toda disputa

Joga com muita vontade

Relembrar o seu passado

Sua historicidade

Motiva os jogadores

Alegra os torcedores

Que dão credibilidade.

 

Time que lá na cidade

Do Rio se faz ouvido

Torcedor botafoguense

Sempre envaidecido

Julga seu time gigante

Na história tão marcante

Importante e aguerrido.

 

O Bota é conhecido

Por ter em seu distintivo

A exuberante estrela

Que revela um time altivo

O alvinegro é destaque

Preto e branco pois marque

O clube poliesportivo. 

 

Conforme li no arquivo

Seu Estádio era Engenhão

Mas o nome foi mudado

É Nilton Santos então

Quando tem qualquer partida

É de lá que a torcida

Torce com toda emoção.

 

O time foi campeão

Tem 21 campeonatos

Cariocas conquistados

Na CONMEBOL rezam os fatos

Rio-São Paulo na mão

Celebrou brasileirão 

Duas vezes somos gratos.

 

Para sermos mais exatos

Revelar aqui eu vou

Torneio Rio - São Paulo

O Bota já levantou

Quatro vezes o troféu

O Brasil tira o chapéu

Por tudo que conquistou.

 

A história registrou

Outros marcos obtidos

O Botafogo é quem tem

Mais jogadores cedidos

À seleção brasileira

Essa equipe é parceira

Nesses troféus recebidos.

 

Nos registros obtidos

A torcida está atenta

A teu passado de glórias

Na década de cinqüenta

Ostentas lembras ainda

A participação linda

Pelos anos de sessenta.

 

Tem torcedor que lamenta

Unidos ou revoltados

Exigem que o seu clube

Volte aos tempos passados

Quando jogava bastante

Um futebol empolgante

E brilhantes resultados.

 

Muitos têm participado

Procurado ajudar

Tem torcedor que procura

Ao Clube se associar

A fim de fortalecer

Pra vê Fogão acender

Vencer e não se apagar.

 

Esperam comemorar

Seu dia oficial

De torcedor alvinegro

Carioca afinal

Dia do botafoguense

Se neste dia ele vence

A alegria é geral.

 

Pela lei estadual

A data foi aprovada

Na Assembléia do Rio

Encontra se registrada

Dia nove de agosto

Zagallo com muito gosto

Tua vida é celebrada. 

 

Nessa poesia rimada

De cordel pude contar

Um pouco do Botafogo

Acabo de relatar

Fiz só pra contribuir

Quem gostou pode curtir 

E também compartilhar.

 

Aqui pra finalizar

Só, tua estrela chegou

É que ela se destaca

Outra jamais te alcançou

Por isto estás sozinha

É singular é rainha

Que o tempo consagrou.

 

O folheto terminou

Agora vem o meu rogo

Vamos todos assistir

Vai jogar o BOTAFOGO

De FUTEBOL e REGATAS

Que aproveitemos as pratas

Da casa pra todo jogo.

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!