Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
B
Benito Di Paula
14/10/2019 21:46 em Coluna do Cordel

 Amigo do Sol, amigo de Seu Lua. Um piano entrou no samba

Autor: Ivaldo Batista

 

Se você quiser eu vou lhe mostrar

Esse cordel que fiz serve de aula

Escrevi sobre o Benito di Paula

Nesses versos pretendo te contar

Fui criança e pude apreciar

Escutar tão belas composições

Eu adoro suas lindas canções

Inteligentes e cheias de poesia.

O piano em perfeita harmonia

Ecoando em nossas gerações.

 

O nome dele é Uday Vellozo

Benito di Paula é esse artista

Cantor, compositor e pianista

Friburguense que nos faz orgulhoso

Ouvir seu SAMBA JOIA é gostoso

Ao cantar ele encanta multidões

Suas letras e interpretações

São lições pra gente no dia a dia.

Um piano em perfeita harmonia

Ecoando pra novas gerações.

 

Lá em Nova Friburgo ele nasceu

No dia Vinte e oito de novembro (28.11)

Ano Um nove quatro um, eu lembro (1941)

Duas guerras o mundo conheceu

O Rio de janeiro então nos deu

Com muita alegria esse guerreiro

Que pôs no samba, piano maneiro

Eu recordo com tanta nostalgia.

Um piano em perfeita harmonia

Com Benito sambista brasileiro.

 

Sua família era numerosa

Um total de quinze em sua casa

Uday logo cedinho bateu asa

Dono de uma voz esplendorosa

Teve uma carreira gloriosa

Numa rádio foi ser radialista

É violonista é pianista

Sabe tocar com toda maestria.

Um piano em perfeita harmonia

Com Benito otimista pela pista.

 

Um dos nomes da canção nacional

Que se revelou nos anos setenta

Além do tri no Brasil se comenta

Benito di Paula é genial

O seu samba é algo original

Não se pode fazer comparações

Ele agradava as multidões

Ouvir Benito é pura magia.

Um piano em perfeita harmonia

Faz a festa e nos enche de emoções.

 

Ele é um sujeito competente

É um músico intelectual

É um auto ditada sem igual

Um artista completo. Inteligente

A carreira exitosa não mente

Cada letra nos enche de emoções

Ouço ele em todas ocasiões

Fiz em versos sua biografia.

Um piano em perfeita harmonia

Ecoando pra novas gerações.

 

Como artista Benito iniciou

Sendo crooner no Rio de Janeiro

Começava a carreira um brasileiro

Pelos anos sessenta começou

Para Santos, São Paulo se mudou

E nas casas noturnas ele cantava

Nas noites paulistanas ele tocava

Caprichava bem no que ele fazia.

Um piano em perfeita harmonia

Com Benito de Paula cochichava. 

 

Pelos anos setenta ele gravou

Iniciou pela Copacabana

Ouvir Benito foi sempre bacana

Por muito tempo lá continuou

A fama nacional logo alcançou

Foi uma das grandes revelações

Conquistou muitas admirações

Sua carreira ainda contagia.

Um piano em perfeita harmonia

Que faz samba e atrai as atenções.

 

De sessenta e oito até agora

Benito di Paula está cantando

Das canções dele eu estou lembrando

E repasso aos jovens toda hora

Minha geração está indo embora

Mas espero deixar recordações

Canções que sirvam de inspirações

Quero mostrar aos jovens todo dia.

Um piano em perfeita harmonia

Ecoando e marcando gerações.

 

O Benito conseguiu misturar

O piano ao samba tradicional

Romantismo e arranjo musical

E o Jazz também pode combinar

Samba joia é o nome que se dar

O Benito é pai dessa criação

Não sei como se faz essa junção

Só um mestre, ou gênio criaria.

Um piano em perfeita harmonia

Melodia pra nossa audição.

 

Ataulfo Alves e Peres Prado

Borguettinho e Hermeto Pascoal

Egberto Gismonti deu aval

Vinícius de Moraes esteve ao lado

Por todos foi ele influenciado

Cartola e Jacob do Bandolim

Xavier Cugat e o Tom Jobim

E outros o influenciaria.

Um piano em perfeita harmonia

Eu queria que não tivesse fim.

 

Seu primeiro disco em setenta e um (1971)

Gravou Chico “Apesar de você”

E outros cantores MPB

No Brasil quando havia um zum zum zum

Benito nunca foi cantor comum

Letras lindas, grandes composições

Tantos mitos fizeram gravações

Que Benito di Paula escrevia.

Um piano em perfeita harmonia

Tem sentado um gênio das canções.  

 

Benito di Paula já comandou

O BRASIL SOM pela TV Tupi

Com Roberto ele pode competir

Na vendagem de disco disputou

No Brasil todo mundo observou

Benito foi destaque da nação

Admiro toda composição

As canções dele sempre eu ouvia.

Um piano em perfeita harmonia

Eu escuto com admiração.

 

O terceiro LP estourou

Em todas as paradas de sucesso

Se ele grava hoje ainda eu peço

Por que é bom tudo que já gravou

Meu Brasil com Benito já cantou

Ele já obteve toda glória

Sou feliz por que tenho na memória

As canções dele trazem alegria.

Um piano em perfeita harmonia

Eu sou parte dessa linda história.

 

Pela minha geração é querido

Em quase todas casas era tocado

Por Benito o Brasil foi conquistado

Em disco, foi o quarto mais vendido

Para tantos era o preferido

Vendeu mais do que sessenta milhões

Pra Roberto ele já fez canções

Que muito sucesso alcançaria.

Um piano em perfeita harmonia

Traz Benito aos nossos corações.

 

Em Setenta e cinco se apresentou

E brilhou lá no festival de Cannes

Vou botar os seus sucessos em “banners”

Mostrar os lugares onde cantou

Toda América latina aprovou

Em Paris foi a maior sensação

Benito di Paula é campeão

A minha geração toda lhe ouvia.

Um piano em perfeita harmonia

No meu tempo foi só exaltação.

 

Mais de 35 discos gravados

Compõem sua bela discografia

DVD’s, CD’s e disco eu queria

Muitos sucessos foram regravados

No mundo virtual compartilhados

Gerações inteiras pudem ouvir

Foi ouvindo Benito que eu cresci

Toda a minha geração curtia.

O piano em perfeita harmonia

Trouxe o som de Benito até aqui.

 

Benito di Paula é sensacional

Sabe disso quem tem opinião

Toca seu piano com o coração

Numa relação quase umbilical

Até sua alma é musical

Decantando os problemas reais

 E os dilemas existenciais

São expostos em sua melodia.

Um piano em perfeita harmonia

Ele tecla os nossos ideais.

 

Benito di Paula é nacional

É natural a sua vocação

É expressão maior do coração

Tornou-se cantor internacional

Entrou até no mundo oriental

Foi fazer show até lá no Japão

Estados Unidos em excursão

E no México se apresentaria.

Um piano em perfeita harmonia

Pelo mundo faz apresentação.

 

Como prêmio a vida te doou

És um mestre e tens uma escola

A Record te deu o “Chico viola”

Das turnês que você participou

No exterior você agradou

Maravilhosas apresentações

Cumplicidade com as multidões

Que beleza é essa parceria.

Um piano em perfeita harmonia

Faz nas teclas suas declarações.

 

Benito di Paula faz canções belas

Nota mil para criatividade

Revelou a sua capacidade

Fez as trilhas sonoras de novelas

Todas as canções com letras singelas

O piano lhe traz inspirações

Compreende as suas intenções

Benito e piano é parceria.

Um piano em perfeita sintonia

Essa dupla sempre traz emoções.

 

De Gonzaga, Benito se lembrou

Ao cantar: Meu amigo “Charli Brau”

Mostrou sua admiração real

Ao rei do baião ele exaltou

Em “Viva meu padim” ele cantou

Esse gesto traz mil declarações

Respeito a fé e religiões

Com Gonzaga foi essa romaria.

Um piano em perfeita harmonia

Ecoando em todas as versões.

 

O gol que Luiz Gonzaga marcou

Lá em “Assobiar ou chupar cana”

Vibrou a torcida pernambucana

Quando Benito di Paula narrou

Todo o nordestino aí sonhou

Se juntou a torcida brasileira

O Nordeste é a torcida inteira

Com Benito a galera vibraria.

Um piano em perfeita harmonia

Na canção também nos exaltaria.

 

Eu vi o seu piano exaltar

Luiz Gonzaga e sua sanfona

Instrumento que foi a sua dona

Tão chorona bastava ele tocar

Agradeço a Benito por cantar

E tocar o povo pernambucano

Foi tão lindo ouvir o teu piano

E a canção que nos engrandecia.

Um piano em perfeita harmonia

Era apologia com tom urbano.

 

Gonzagão não custou agradecer

Ouço a sanfona branca e seu grito

Respondeu assim: “Como é bonito

Benito, poetas como você”

És um homem erudito dar pra ver

Por tuas letras e composições

Acompanhei as tuas gravações

O Brasil adorava e aplaudia.

Um piano em perfeita harmonia

Com você toca os nossos corações.

 

Benito di Paula é mesmo incrível

Ele veio do Sul aqui pra riba

Decantou a querida Paraíba

Isso mostrou o quanto é sensível

Ele para mim já era visível

Quando compôs a letra “Pau de arara”

Refletindo o sertão que coisa rara

Guanabara e Benito em parceria.

Um piano em perfeita harmonia

Revelando um drama de forma clara.

 

Em Campina Grande você cantou

Encontrou Xico Nóbrega um dia

Lá no hotel Village ele dizia

Alguma coisa que te emocionou

O jornalista me testemunhou

Que você fez a mais bela canção

Em “sanfona branca” tem emoção

Tradução melhor ninguém conseguia.

Um piano em perfeita harmonia

Homenageando o rei do baião.

 

O Benito di Paula é majestoso

Continua com seu antigo brilho

Faz seu show hoje ao lado do filho

Ele diz Rodrigo é valioso

O irmão de Benito. Ney Vellozo

Acompanha desde setenta e seis (1976)

Ao lado de Benito ele já fez

Tantas turnês que juro , eu não sabia.

Um piano em perfeita harmonia

Com a participação desses três.

 

Pra Benito serpentina e confete

Gravou: “ESSA FELICIDADE É NOSSA”

Depois de algum tempo ele remoça

No ano de dois mil e dezessete (2017)

De Benito di Paula sou tiete

Sei de muitos fãs e de coleções

Acompanho as suas excursões

Teu fã clube é gigante já sabia.

Um piano em perfeita harmonia

Com sanfona e zabumba nos sertões.

 

O Benito com essa turnê sai

Com Rodrigo Vellozo. seu menino

E também com o trio Virgulino

E ainda a Fernanda Takai

E Benito com essa turma vai

Fazendo todas apresentações

Faz novos lançamentos e edições

Tem gente que não viu, mas gostaria.

Um piano em perfeita harmonia

Traz de volta tantas recordações.

 

Ele é espetacular cantor

Traduzindo no cantar a verdade

Ao falar traduz com simplicidade

Mesmo sem ser formado é doutor

20 anos ficamos sem sabor

Mas quem tem valor é sempre esperado

Um tesouro desses não é trocado

Por  qualquer coisa hoje sem valia.

Um piano em perfeita harmonia

Sintonia presente e passado.

 

As suas canções jamais esqueci

Na memória ainda continua

“AMIGO DO SOL, AMIGO DA LUA”

“MULHER BRASILEIRA” e “MENINA” ouvi

Na canção “MODIFICAÇÃO” me vi

Refleti toda minha mocidade

É Benito um cantor pra toda idade

Minha geração todinha ouvia.

Um piano em perfeita harmonia

Vem trazendo samba e felicidade.

 

Com o karaokê sempre cantei

A “BELEZA QUE É VOCÊ MULHER”

Também “DO JEITO QUE A VIDA QUER”

ÄLÉM DE TUDO”, “AH! COMO EU AMEI”

“COMO DIZIA O MESTRE” pensei

A lição provoca reflexões

Refleti muitas das situações

Nosso mundo sempre nos desafia.

Um piano em perfeita harmonia

Nos ajuda nessas reflexões.

 

Ouço Benito di Paula assim

Cantando: “TUDO ESTÁ NO SEU LUGAR”

Ouvir “NÃO PRECISA ME PERDOAR”

“CHARLIE BROWN” e “RETALHOS DE CETIM”

ÖSSO DURO DE ROER” não tem fim

Em “BANDEIRA DO SAMBA” vi lições

Os desenganos e desilusões

Todas dificuldades que havia.

Um piano em perfeita harmonia

Faz Benito vencer as provações.

 

Em recente entrevista eu lhe vi

Se sentindo triste e desrespeitado

Por que tudo que havia conquistado

Com suor, sua casa em Morumbi

O metrô pretende passar ali

Demolir, a lei diz que é solução

Atropelando esse cidadão

Um Estado carrasco e ardil.

O piano que alegra meu Brasil

E Benito merecem atenção.

 

Eu vou encerra aqui o cordel

Meu papel considero terminado

Falei de um cantor iluminado

Pra você Benito tiro o chapéu

Procurei nesses versos ser fiel

A tua bela história quis contar

Registrar no folheto popular

Tua vida pra mim é referência.

No piano você é excelência

Senta e toca, Benito vem cantar.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!