Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Onildo Almeida ganhou o mundo sem nunca ter saído de Caruaru
11/06/2020 07:38 em Notícias

Nascido e criado em Caruaru, o compositor Onildo Almeida se notabilizou como autor da musica “A Feira de Caruaru”, gravada por Luiz Gonzaga em 1957. O disco atingiu a marca de 100 mil cópias vendidas em menos de dois meses, um sucesso para os padrões da época.

Com a grande repercussão dessa música  Gonzagão conquistou o seu primeiro Disco de Ouro da carreira.  Pode-se dizer que “A Feira de Caruaru” conhece o mundo e vice-versa.  Tem versões em 34 países,  incluindo Estados Unidos, Japão, Suíça, Itália, Espanha, Portugal, entre outros. Por causa disso, Onildo costuma dizer que ganhou o mundo sem sair de Caruaru.

Onildo veio ao mundo no dia 13 de agosto de 1928, e orgulha-se em dizer que é filho da Capital do Agreste. Seus pais José Francisco de Almeida e Flora Camila de Almeida,sempre o apoiaram  para seguir no caminho da música. Ainda adolescente, o compositor fez parte de grupos musicais locais, mas foi ao ingressar no rádio que ganhou notoriedade. 

Como compositor já escreveu mais de 550 músicas, gravadas tanto por Luiz Gonzaga como por consagrados interpretes brasileiros, como Gilberto Gil, Agostinho dos Santos, Chico Buarque de Holanda, Caetano Veloso Maysa, Jackson do Pandeiro, para citar apenas esses. Um detalhe é que Onildo começou fazendo frevo-canção. O primeiro deles – “Linda Espanhola” – foi gravado pelo cantor Gilberto Fernandes, que pertencia ao elenco da Rádio Jornal,  e venceu o carnaval de 1955, concorrendo com os mais consagrados compositores da época, como Nelson Ferreira, Capiba, Sebastião Lopes e Otávio Santiago.

A primeira gravação de “A Feira de Caruaru” foi feita  por ele próprio em 1956. Um ano depois é que Gonzagão gravou. Em 1958, Agostinho dos Santos, cantor romântico falecido no auge da carreira em um acidente de avião,  gravou “Meu Castigo”, com Maysa declamando a letra. Vendeu 58 mil cópias.

Algumas de suas músicas mais executadas: ”ABC do Amor”,” “Marinheiro”, “Meu beija flor”, “ No dia dos namorados”  “Saudade de você”,  “Siriri, sirirá”,  “Tá com raiva de mim”, e centenas de outras, todas no estilo brejeiro do forró da região do Agreste, onde nasceu e vive até hoje.

Onildo Almeida foi comerciante durante um bom tempo. Manteve uma loja de discos na sua cidade, fechada logo depois que adquiriu a Radio Difusora do Nordeste, da qual é proprietário juntamente com seu irmão José Almeida.

Caruaru não esquece o filho amado. Na entrada da feira, que é patrimônio cultural imaterial do Brasil desde 2007, há uma estátua em homenagem ao compositor, que também ama a sua terra natal e da qual nunca se separou.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!