Cordel: Elba Ramalho
09/08/2018 17:03 em Coluna do Cordel

O tema desse cordel

Expressa admiração

Revela a felicidade

Que invade meu coração

ou falar neste trabalho

Da linda Elba Ramalho

Fonte dessa inspiração.

 

É com grande emoção

Deveras minha alegria

Sou feliz ao escrever

Com o raiar desse dia

Como quem viu uma flor

raduzindo esse amor

Da janela que eu abria

 

Elba em biografia

Nesse cordel escrevi

Para que o seu fã clube

Gigante que descobri

Agora chegue ao delírio

Elba é qual flor do lírio

Que todos querem curtir.

 

Essa flor que descobri

É da família Ramalho

De origem nordestina

Sempre flor presa ao galho

Seu cheiro nos representa

Seu canto nos acalenta

Singelo tal qual o orvalho.

 

A diva Elba Ramalho 

É filha desse casal

Seu pai João Nunes de Souza

Na relação conjugal

Sua mãe Maria Geni

Da união pode vir

Assim Elba genial.

 

Minha musa é alto astral

O teu vocal nos inspira

Participei de um Show

Vi que o povo suspira

A tua voz nos cativa

É cantar da patativa

Que o mundo todo admira.

 

O Nordeste até delira

Ao ouvir sua canção

Teu gingado é a prova

Que nasceste neste chão

Reconhece tua luta

Todo ano a gente escuta

A filha de Conceição.

 

Conceição é seu torrão

Foi lá que Elba nasceu

O Estado da Paraíba

Esse talento nos deu

O Nordeste se envaidece

O Brasil todo agradece

A  joia que recebeu.

 

Dona Geni concebeu

A filha com muito gosto

Elba Ramalho nasceu

Em dezessete de agosto

No ano cinquenta e um (1951)

De beleza incomum

Pra assumir o seu posto.

 

Além de um belo rosto

Nasceu pra ser a melhor

Vinda da zona rural

Do vale do Piancó

Elba Ramalho guerreira

Faz uma linda carreira

Cantando nosso forró.

 

Ao deixar seu Piancó

Morou em Campina Grande

De lá partiu para o Rio

Outorga o destino: Ande

Largou o curso que fazia

Decidiu que ficaria

Ali na cidade grande.

 

Sem carecer que se mande

Elba abraça o Rio

Vislumbra o seu futuro

Encara o desafio

Precisou, pois escolher

Nos palcos irá vencer

Essa artista tem brio

 

Quão grande foi seu feitio

Desatando todo nó

A Elba Maria Nunes

Ramalho é o forró

Lutando venceu na vida

Essa mulher aguerrida

Define o borogodó.

 

No Brasil não tem melhor

A Elba surpreendeu

Seu estilo diferente

Todo povo recebeu

Além da coreografia

Seu canto tem uma magia

Que o mundo percebeu.

 

E assim aconteceu

Na vida da brasileira

Elba começou tocando

No principio da carreira

Em um grupo feminino

Assim quis o seu destino

Dando asas pra guerreira.

 

Sua arte é sem fronteiras

E depressa ela ousava

Recebia as mudanças

Que a vida oportunizava

As chances que a vida de deu

Ela sempre apreendeu

Cada vez mais conquistava.

 

Nas “brasas” ela tocava

Bateria sem igual

Posteriormente o grupo

Deixou de ser musical

Pra Elba não foi o fim

O grupo tornou-se assim

Em um grupo teatral.

 

Elba torna-se vocal

E continuou cantando

E de tantos festivais

Ela foi participando

Ganhou admiradores

Conquistou fãs seguidores

E prosseguiu trabalhando.

 

Elba andou atuando

Com suas canções mais belas

O público pode ouvir

Até em telenovelas

Algumas trilhas sonoras

Vendo as novelas senhoras

Sabem lembrar todas elas.

 

Foi vista sim lá nas telas

E manchetes de jornais

Protagonizou também

Espetáculos teatrais

Vista pelas multidões

Belas participações

Também em alguns corais.

 

Lembro Elba foi demais

Quando fez lá no coral

Lembro a tal fundação

Artística e cultural

A de Manuel Bandeira

Estava essa guerreira

Bonita e triunfal.

 

Elba é profissional

Participou de montagem

De tantas peças poéticas

Essa mulher é bagagem

Com seu cheiro regional

É marca do tropical

Que exprime nossa paisagem.

 

Elba também fez viagens

Eu vou lembrar pra você

Lá pelos anos oitenta

A África na turnê

Era Elba regional

Viagem internacional

Foi lá cantar o ABC.

 

Elba é MPB

Teve um disco de ouro

No ano oitenta e dois

Descobriu-se esse tesouro

Gravando a “Alegria”

Ariola descobria

Um sucesso duradouro.

 

Foi um verdadeiro estouro

Com mais de trezentas mil

Tantas cópias assim vendidas 

Por esse imenso Brasil

Seu canto é raridade

Tanta popularidade

Em outra jamais se viu.

 

O mundo a descobriu

É sua hora e vez

Elba canta e faz sucesso

De Jackson a Marinês

E as canções de Cecéu

Da Suíça a Israel

Um papel bonito fez.

 

No ano de oitenta e três (1983)

Foi de realização

Explosão de seu sucesso

Expresso no Canecão

Na Globo um especial

Elba é sensacional 

Sucesso de opinião.

 

Elba é revelação

Demonstrou capacidade

Em suas aparições

Revelando qualidade

Elba grande nordestina

Além de ouro é platina

Também personalidade.

 

Elba é “felicidade”

Ela é “leão do norte”

É a flor da Paraíba

É sertaneja tão forte

Representa todos nós

Com exuberante voz

Pra o Nordeste é suporte.

 

Elba é um passaporte

Pra os novos que estão chegando

Paradigma pra quem

Hoje está iniciando

É nossa rainha abelha

É nossa Rosa vermelha

Que estou admirando.

 

O povo todo aprovando

Elba seguiu seu destino

Adepta de Gonzaga

Esse orgulho nordestino

Muita ela conquistou

Por duas vezes ganhou

O prêmio Grammy latino.

 

Esse poeta é menino

Tem Elba como xodó

Das estrelas existentes

De todas Elba é maior

É assim como Deus quer

A Elba Ramalho é 

Padroeira do forró.

 

Cantando o forrobodó

Elba Ramalho é raiz

Representa nossa gente

Ela é cantora e atriz

Estrela do céu anil

Venerada no Brasil

Quem lhe escuta é feliz.

 

O povão lhe pede bis

Não quer parar de dançar

A sua voz é robusta

Não canso de escutar

Faz melhorar nosso astral

Vou fazer-lhe um pedestal

Deusa merece um altar.

 

O Brasil quer festejar

A Elba é fenomenal

Se fevereiro tem frevo

É alegria geral

Cantando “banho de cheiro”

Sacode o Brasil inteiro

É Elba no carnaval.

 

Elba canta pra geral

O que o Brasil mais quer

Quem é que fica parado

Ouvindo “frevo mulher”

Essa cantora eclética

Nesse ritmo é frenética

Elba é na ponta do pé.

 

A Elba Ramalho é 

Xote, xaxado e baião

Ciranda e MPB

É forró no São João

É dança de caboclinho

Revelando seu carinho

Promovendo diversão.

 

É signo do sertão

Identidade da gente

É cantora é promotora

Desse Nordeste decente

Ela é cantiga de roda

Todo tempo Elba é moda

No tempo está à frente.

 

O nosso povo não mente

Fazendo a comparação

É Rita Lee da caatinga

Tina Tuner do sertão

É Madonna do Agreste

No universo Nordeste

Ela é constelação.

 

Quarenta anos de chão

Elba está festejando

Desde setenta e nove

Que a mesma vem gravando

Seu canto é arte pura

Ela tem feito cultura

E o povo vem gostando.

 

Aqui estou te lembrando

Seu álbum “Ave de prata”

No ano setenta e nove (1979)

A gravadora a contrata

Desde então se consagrou

Elba se consolidou

Um fã dela assim relata

 

A sua vida retrata

Uma história de sucesso

Impossível é contar 

Tudo aqui nesse verso

Mas guardo em minha memória

A trajetória de glória

Pela qual me interesso.

 

Sou do fã clube eu confesso

Dessa cantora brilhante

Não cesso de enaltecer

Seu cantar contagiante

Tenho todos os CD`S

E até seus LP`S

Escuto a todo instante.

 

Elba tem seguido avante

Com Geraldo tem cantado

E com Chico e com 

Alceu E Quinteto violado

Seguindo os seus padrinhos

Gonzaguinha e Dominguinhos

E outros que tem lembrado.

 

Elba tem se revelado

Ícone da região

É seguidora do mestre

maior do nosso sertão

Na música Elba brilha

É afilhada é filha

De Gonzagão do baião.

 

Elba encanta a nação

Do Oiapoque ao Chuí

Ela é Pedra de Ingá

É Nordeste é Picuí

A Elba é nacional

Também internacional

Fenomenal que já vi.

 

Convido-te pra curtir

Para você comentar

Se gostar desse folheto

Peço pra compartilhar

Elba flor de girassol

É do Nordeste esse sol

Que nasceu para brilhar.

 

Em versos pude contar

Um pouco da trajetória

Dessa extraordinária

Contei parte da história

Elba Ramalho é arte

É do Nordeste estandarte

Faz parte da nossa glória.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!