Galo gigante homenageia frevo e ganha padronagens exclusivas inspiradas na cultura popular
01/02/2018 09:09 em Carnaval de Pernambuco

Majestade do Carnaval Recifense, Gigante da Ponte Duarte Coelho, a alegoria do Galo da Madrugada está se vestindo para o reinado de Momo. Neste Carnaval, o mais querido da folia da capital ganha estrutura metálica modelada revestida por PVC expandido e fibra de vidro e promete encantar brincantes e turistas com uma figura imponente que fica mais leve, porém ganha mais volume e uma cartela de cores quentes como verde e laranja e inspiração no próprio animal que batiza o maior Clube de Máscaras do mundo.

A assinatura da alegoria ficou por conta do designer Walther Holmes. Cenógrafo, figurinista e diretor de arte, ele possui vasta experiência com teatro, TV, cinema, publicidade e eventos profissionais com atuação no mercado local e nacional há 25 anos. A execução do Galo Gigante da Ponte, por sua vez, será realizada pelo iluminador e cenógrafo Edson Lira, especializado em elementos decorativos tridimensionais e de grande porte.

Para a concepção criativa da alegoria, o designer Walther Holmes se inspirou na figura física de um galo, mas fez dele um folião. De sobrinha em punho, será recoberto por 700 penas de PVC expandido adesivadas com padronagens que Holmes criou especialmente para o Galo da Ponte. “Como inspiração, fiz um mergulho cultural em nossas raízes e influências”, pontua Holmes, cujo trabalho resultou em 15 inéditas estamparias e grafismos criados especialmente para a folia com inspirações nitidamente étnicas como afro e indígena, entre outras. Para as penas, ele ainda utiliza o suporte da xilogravura e gravura popular ao usar o preto para dar contorno às imagens, o que facilita a delimitação visual para quem aprecia a obra.

A cartela de cores, em tons cítricos, acompanha a estética da cenografia utilizada para a decoração do Recife: corpo, cabeça e pés, que, juntos, terão 25m de altura e 3,5 toneladas, serão apresentados em amarelo, vermelho, verde e laranja. Para recobrir a majestade da Ponte Duarte Coelho, as 700 penas de PVC afixadas no corpo da estrutura terão tamanhos que variam entre 60cm e 4m. Cabeça e pés, por sua vez, serão esculpidos manualmente pelo artesão Mestre Tonho, famoso por suas figuras e bonecos em cenografias de Carnaval e presépios natalinos de cidades como Olinda.

A base da alegoria vai inovar ao apresentar um elemento cenográfico que reproduz o casario de São José e imediações da Rua da Aurora, do qual saem pequenos balões no melhor estilo cartum, tema cenográfico do Carnaval 2018 do Recife, com frases de canções dos homenageados da festa, Jota Michiles e Nena Queiroga. A concepção teve como base a ideia de homenagear a majestade onde geograficamente ele detém seu reinado e fazer a multidão cantar a seus pés os sucessos de Nena e Michiles.

Para colocar a majestade da folia sobre a ponte, uma equipe de 40 pessoas está trabalhando na alegoria desde a primeira semana de janeiro. Além de artesãos, de profissionais da área de design e cenografia, a elaboração do projeto envolve arquiteto, engenheiro calculista/ estrutural, técnico de segurança e serralheiro, entre outros. A montagem da estrutura é devidamente autorizada mediante licenças de organismos como CREA, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Emlurb.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!